MRS RESPONDE >> Principais Ganhos

O que as renovações das concessões trazem de positivo para o setor?

Entre outros fatores, as renovações antecipadas das concessões irão permitir a realização de investimentos importantes no setor, que irão  aumentar a capacidade do sistema ferroviário, ampliar os benefícios dos trens para novos setores e regiões e melhorar as condições de inserção das ferrovias em diversas cidades do país.

Estima-se que, conjuntamente, as concessionárias injetem mais de R$ 26 bilhões no setor. Estudos do governo federal indicam que, com os investimentos que suportam as renovações, a participação dos trens na matriz nacional de transporte passe dos atuais 15% para 31% até 2025. Isso significa uma logística mais eficiente, segura, barata e limpa para o país.

Levantamentos de pesquisadores do setor, de entidades como o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontam ganhos indiretos que virão com esses investimentos, como a geração de 54 mil empregos diretos e indiretos até 2026, R$ 3 bilhões adicionais em arrecadação de impostos decorrentes da atividade ferroviária.

A renovação antecipada de qualquer ferrovia tem como contrapartida investimentos obrigatórios e de interesse público, por parte das operadoras, e é uma premissa de diversos contratos originais para o setor, firmados nos anos 1990 (o dispositivo foi ainda complementado por legislação específica e normatizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres, a ANTT). Além da MRS, essa possibilidade está aberta a quatro outras concessões ferroviárias no país.